sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

A pesca com mosca.



O pequeno caiaque ia deslizando sobre a água, silenciosamente, como um sorrateiro caçador. Um arremesso aquí, outro alí...
Um salto fora dágua e o peixe luta para se livrar do predador.
Alguns minutos se passam e o pescador, contemplando a beleza e o colorido do peixe capturado, devolve-o ao seu habitat, dando-o liberdade novamente.
O pescador ajeita novamente a isca e, como num bailado suave, faz sua linha arremessar a tão pequena mosca, mas atrativa, para uma nova captura.
Trata-se da pesca com mosca, ou flyfisnhing como é conhecida por esse mundo afora; uma das mais antigas modalidades de pesca que se tem notícia.
Consta que sua aparição se deu lá pelos idos de 400 anos a.c. onde os pescadores secavam moscas naturais e atava-as em anzóis rudimentares e, com linhas feitas com crina de cavalo, arremessavam-na onde possivelmente o peixe estaria.
Mas, com o passar de tantos anos e com a grande revolução industrial, cujo movimento persiste até nossos dias, os materiais e equipamentos para a pesca com mosca mudaram radicalmente e evoluiram muito, mas o sentido filosófico deste tipo de pescaria continua o mesmo; isca feita com materiais que imitam o máximo os insetos e peixinhos caçados pelos predadores, o estilo gracioso deste tipo de pesca, o sentimento de fisgar um peixe com uma mosca atada pelo próprio pescador e as formas de se pescar, embarcado numa canoa, caiaque ou mesmo caminhando pelo leito do rio. Tudo isso faz desta modalidade um estilo à parte, onde milhares de pessoas a praticam no mundo todo, com paixão e dedicação.
A pesca com mosca é como uma boa música; quanto mais conhecimento e sensibilidade se tem, mais se admira e o prazer é maior.




No mundo da pesca com mosca, exitem milhares de adeptos que fazem suas próprias iscas; é algo que não tem idade mínima para comerçar, muito menos limites. Excelente hobby, o atado (como é conhecido, o ato de fazer as moscas) é um passatempo daqueles!! Isso porque a pescaria começa na bancada de casa, quando você começa imaginar o peixe que você vai fisgar, construindo a isca. Com o advento da internet, não existe dificuldade alguma em aprender fazer iscas pois muitos sites, inclusive brasileiros, ensinam com receitas e fotos o passo-à-passo de confecção das mais diversas iscas para os peixes de nossas águas, de formas que, com um pouco de curiosidade, qualquer um poderá entrar para o fascinante mudo do atado.
Os materiais utilizados para a confecção de iscas vão desde os pelos de rabo de cervo, penas de pavão e de aves exóticas, pescoço de galo, etc até os materiais sintéticos como fibras, pelos, pelúcias, importados ou nacionais e o que a nossa imaginação conseguir alcançar. Quando você começar a fazer suas moscas (termo genérico para a isca), você vai encontrar nas lojas de armarinhos, uma imensidão de materiais que vão servir para o atado e, com preços muito irrisórios, você terá em mão iscas altamente eficazes e um passatempo maravilhoso para combater nosso estresse do dia a dia.
As mosca podem imitar pequenos insetos como aranhas, gafanhotos, insetos em suas diversas fases como ninfa, pulpa, etc e pequenos peixes (streamers), etc.
Veja alguns exemplos:


Poppers


Ninfas/Streamers

Streamer (imitação de peixinho)



Mosca seca

Para quem pensa que esse tipo de pesca presta-se somente para pequenos peixes, ledo engano. Pesca-se de tudo, desde pequenos lambarís, passando pelas tilápias, matrinxãns, tucunarés, traíras, tabaranas, etc, até os imensos marlins azuis e dourados do mar. O que muda é o tamanho da isca e a numeração das varas.
Portanto, experimente você o que é pescar com moscas. Você vai perceber a versatilidade e simplicidade que este tipo de pescaria propõe. Visite os sites abaixo:
Site com receitas, fórum e tudo sobre a pescacom mosca: http://www.pescacommosca.com.br/
Loja de materiais: www.flysul.com.br/loja/
Aulas de arremesso: http://www.flycast.com.br/
Este tipo de pescaria combinado com a locomoção de um caiaque, é o máximo em esportividade e o contato com a Natureza.
Pratique o pesque e solte. Como as iscas são pequenas e não possuem garatéias, não maxucam o peixe e sua devolução ao meio se dá de forma muito natural e garantida.


Não deixe de visitar meu site sobre a pesca com caiaque
 www.pescacomcaiaque.com.br
Abraço à todos.
Régis (Reginaldo Bueno das Neves)


Um comentário:

Nilton Kayak Fishing disse...

Parabéns Régis pelo seu blog e também pela sua disposição com a modalidade de caiaque. Aliás, você foi a primeira pessoa que me passou valiosas dicas.

PARABENS

Um grande abraço,

Nilton Luis Simões